Casas Pátio

Matosinhos, Portugal

Função:

Quase imperceptível e perfeitamente disfarçado, ocorre uma urbanização de nove habitações entre o Porto de Leixões e a zona histórica de Matosinhos, projecto que mereceu a distinção de Finalista na III Bienal Iberoamericana de Arquitectura e Ingenieria Civil (2002). A urbanização é delimitada por uma parede fechada de granito, em contraste com os espaços interiores abertos criados.

As nove casas têm um só piso e distinguem-se por um elemento articulador – o pátio: serve não só como espaço exterior privativo de cada moradia e da sua iluminação, mas também funciona como elo de ligação entre todas as moradias, relacionando-as e criando um conjunto .

A estrutura é geralmente composta por paredes de betão armado e outras em alvenaria de pedra, que circundam as fachadas das casas e alguns pilares interiores específicos. As lajes são de concreto armado maciço e as lajes de piso térreo, concretadas sobre uma camada de Tout-Venant.

Localização

revista online

artigo online

Arquitetura:
Localização: Matosinhos, Portugal
Função:
Cliente: Privado
Ano: 1999
Área: 260 m2